Curso CCNA – Cinco maneiras de economizar tempo com o CLI através de Aliases

Tempo de leitura: 3 minutos

Olá pessoal do curso CCNA e aspirantes a CCNA, encontrei esse artigo em inglês e achei interessante traduzir e compartilhar com vocês, apesar de não fazer parte nem da prova ou do curso CCNA vale a pena ver.

Trata-se de utilizar aliases ou mudar o nome do comando para tentar acelerar o processo de digitação via CLI. Além do Cisco IOS esse artigo mostra como fazer nos ASA Firewall, Linux, Unix, Mac OS X e Windows. Vamos iniciar com o Cisco IOS.

Quer ser CCNA? Então Não Ignore essa Oportunidade!

Clique aqui e Comece o curso CCNA CCENT – o Primeiro Degrau Rumo ao CCNA R&S

Cisco IOS

Em roteadores e switches Cisco rodando IOS (não vale paara CatOS) o comando é “alias” em modo de configuração global. Seguem alguns exemplos:

show ip route
alias exec sir show ip route

show ip interface brief
alias exec siib show ip interface brief

configure terminal
alias exec ct config term

show running-config
alias exec sr show running-config

copy running-config startup-config
alias exec cp copy running start

Equivalente ao grep do Linux onde o xyz é o texto da pesquisa
alias exec g show running-config | include xyz

show CPU processes excluindo todos os processos com 0% de utilização:
alias exec cpu sh proc cpu | exclude 0.00%

Cisco ASA Firewall

Nos ASAs Firewalls o comando é “command-alias” para criar os aliases. Veja exemplos abaixo.

show running-config
command-alias exec sr show running

configure terminal
command-alias exec ct config term

show ip route
command-alias exec sir sh route

Equivalente ao grep do Linux
command-alias exec g show running-config | include

show vpn session database detail para LAN-to-LAN
command-alias exec vpnl show vpn-sessiondb detail l2l

show vpn session database com indexação completa
command-alias exec vpnf show vpn-sessiondb detail full index 1

Linux / Unix /Mac OS X

Os exemplos abaixo foram realizados utilizando o shell BASH. Você pode armazenar seus aliases em um arquivo oculto “.bashrc” que é lido na criação do shell. Seguem alguns exemplos abaixo:

Limpar o display
alias k=’clear’

Comando ping
alias p=’ping’

Comando traceroute
alias t=’traceroute’

Listando um diretório com detalhes
alias ll=’ls -l’

Listando um diretório com quebras ou pausa
alias llm=’ls -l | more’

Listando um diretório, com detalhes, entradas mais recentes antes e com quebras
alias lltm=’ls -lt | more’

Windows Command Shell

No sistema operacional Microsoft Windows você consegue implementar algo similar aos aliases com o comando “doskey”. Você vai precisar criar uma batch e executá-la na inicialização, pois essa criação é temporária e será perdida ao reinicializar o windows ou o command. Para testar você pode abrir o prompt do MSDOS e digitar os comandos abaixo.

Limpar o display
doskey k=cls

Mostrar as configurações do protocolo IP
doskey ip=ipconfig /all

Mostrar os processos que estão em execução
doskey pef=tasklist

Mostrar um processo específico entre os que estão rodando, por exemplo, peff cmd.exe
doskey peff=tasklist $b findstr /i $1

Mostrar os serviços que estão rodando
doskey svc=sc query

Parar um processo que está rodando, exemplo: ki word.exe
doskey ki=wmic process where name=”$1″ delete

Comando equivalente ao grep do Linux
doskey g=findstr /i “$1”

Sair do shell
doskey q=exit

Mostrar a tabela de roteamento do windows
doskey sir=route print

Com o que vimos acima você pode padronizar comandos que são comuns e você utiliza no dia a dia para agilizar a digitação e facilitar a “decoreba”.

Assista o vídeo abaixo com um exemplo de configuração de aliases no CLI da Cisco e Windows.

Para quem está estudando para uma prova de certificação não é interessante utilizar esse recurso, pois você precisará saber o comando correto no momento de realizar o exame!

Espero que vocês tenham gostado do post e até uma próxima!

Fonte: http://blog.sudonetworks.com

Sobre Marcelo B do Nascimento

Cofundador da DlteC do Brasil e 7Bit Tecnologia, graduado em Engenharia Eletrônica/Telecomunicações pela UTFPR e pós-graduado em Redes e Sistemas Distribuídos pela PUC-PR. Trabalha na área de Tecnologia da Informação e Telecomunicações desde 1996. Certificado ITIL Foundations, CCNA Routing & Switching, CCNA Voice, CCNA Security e CCNP Routing & Switching.