Dicas de troubleshooting em WAN para CCNA – testes de loop em Seriais e E1

Tempo de leitura: 5 minutos

Olá pessoal, dando sequência aos posts com dicas de troubleshooting para quem está estudando ou é CCNA.

Uma das situações que nos deparamos normalmente ao tratar de links WAN é “onde está o problema? Em nosso equipamento ou no da Operadora?”.

Para responder à essa pergunta podemos fazer através de testes de Loop a comprovação que o roteador não tem problemas no cabo DTE ou em sua interface serial/E1, pois o loop permite que você envie uma sequência de testes através do ping e receba de novo, podendo analisar se os erros continuam a ser incrementados nas interfaces ou não sem passar pela rede da operadora.

Peço Menos de 1 Minuto Antes de Continuar a Leitura!

Gostaria de acessar TODOS os nossos cursos Cisco e demais áreas como Linux e Telecom por uma parcelinha mensal?

Clique aqui e saiba como ser um assinante DlteC.

Veja o princípio nas figuras a seguir.

Lembrem que em um CSU/DSU, modem digital, rádio ou fracionador vamos ter normalmente os seguintes  botões de loop para testes:

  • LDL: Looping Digital Local – deixa o modem local (instalado no cliente) em looping
  • LDR: Looping Digital Remoto – deixa o modem remoto (instalado na prestadora de serviços) em looping
  • LAL: Looping Analógico Local – idem LDL só que analógico

A seguir será descrito os passos para testar placas seriais WIC-1T, WIC-2T ou demais modelos conforme melhores práticas da Cisco:

Passo 1) Salve a configuração do roteador e configure o modem da operadora para loop local.
– No roteador entre com o comando “copy start run” para salvar a configuração.
– Pressione o botão “LDL” ou “LAL” no modem. Verifique se o led “test” no modem está aceso (caso existe).
– No roteador verifique o loop com o comando “sh int serial x/x” ela deverá estar com o estado UP/UP (looped).

Passo 2) Configure o encapsulamento HDLC na interface a ser testada.
– entre no modo de configuração: config term
– entre na interface a ser testada: int serial x/x
– configure o encapsulamento HDLC: encap HDLC
– configure o clock: clock rate 64000
– saia do modo de configuração da interface: Ctrl + Z

Passo 3) Configure um endereço IP na interface. Caso já tenha um endereço configurado passe para o próximo passo.

Passo 4) Zere os contadores do roteador.
– use o comando clear counters em modo privilegiado.

Passo 5) Realize os testes de pings abaixo descritos.
Entre com o comando ping (para fazer o ping estendido):
– Target address = endereço IP da interface a ser testada.
– Repeat count = 50
– Datagram size = 1500
– Timeout = pressione ENTER
– Extended cmds = yes
– Source Address = pressione ENTER
– Type of service = pressione ENTER
– Set Df bit in ip header = pressione ENTER
– Validate reply data = pressione ENTER
– Data pattern: 0x0000 (todos zeros)
– Pressione ENTER 3 vezes

Passo 6) Repita o passo anterior para os seguintes padrões de dados (Data pattern no ping estendido).
– DATA PATTERN of 0x1111
– DATA PATTERN of 0xffff
– DATA PATTERN of 0xaaaa
– DATA PATTERN of 0x4040
– DATA PATTERN of 0x8080
– DATA PATTERN of 0x4C4C3

Passo 7) Verifique os resultados.
– Todos os testes de pings devem ter 100% de sucesso.
– Entre com “show int serial x/x”
– Verifique se na interface não existe nenhum erro de CRC e input errors.

Se todos os pings tiveram 100% de sucesso e não existe nenhum erro na interface então tanto a roteador quanto a WIC está funcionando perfeitamente. O problema provavelmente está no CSU/DSU ou para dentro da nuvem da Operadora.

Passo 8 ) Retorne o Roteador e o Modem para o estado original com um reload sem salvar as configurações realizadas.
– Roteador#reload (se o prompt informar que foram realizadas alterações e se você deseja salvar a config insira “no”, ou então você irá salvar as alterações realizadas para o teste).
– Remova o loop do modem.

O passo 8 é fundamental, pois se não seguido corretamente você deixará a unidade em teste “fora do ar”!

Agora vamos analisar como testar uma placa E1. Para isso será necessário um cabo de Loop BNC macho-macho ou um Balloon (figura abaixo), bastando desligar o link do equipamento da operadora e ligar as duas pontas do cabo E1 que sai da placa E1 do roteador Cisco. Veja figura abaixo:

Ao conectar o cabo de loop a placa deve subir e ficar UP e você pode  verificar com o comando “show controller E1 x/x”. Agora vamos configurar a controller para fazer os testes de ping e verificar se o E1 está sem problemas de hardware com os comandos abaixo:

Roteador#copy running-config startup-config
Roteador#configure terminal
Enter configuration commands, one per line.  End with CNTL/Z.
Roteador(config)#controller e1 0
Roteador(config-controller)#no pri-group timeslots 1-31
Roteador(config-controller)#channel-group 0 timeslots 1-31
Roteador(config)#interface serial 0:0
Roteador(config-if)#encapsulation HDLC
Roteador(config-if)#ip address 192.168.1.1 255.255.255.0 (se a interface já tiver um IP utilize o que está configurado)
Roteador(config-if)#end
Roteador#clear counters
Clear “show interface” counters on all interfaces [confirm]
Roteador#

Execute a mesma sequencia de pings realizada nas interfaces seriais, caso não haja perda de pacotes a interface E1 física está ok e o problema é a configuração ou a nuvem da Operadora.

Ao final dos testes volte as configurações originais com um reload sem salvar as alterações realizadas.

Lembrem que os IP’s e numeração de interfaces utilizados são meramente ilustrativos, verifique os endereços disponíveis para não causar conflitos nos testes.

Espero que esse artigo ajude no seu dia a dia e até o próximo post!

PS: Quer nos deixar uma mensagem? É só descer a página para baixo e deixar seu elogio, dúvida ou sugestão!

Prof Marcelo Nascimento

Você está em busca da sua primeira certificação Cisco?

Dica: o primeiro degrau é a certificação CCENT.

Clique aqui e confira nosso Curso que Vai te Colocar no Caminho Certo

Sobre Marcelo B do Nascimento

Cofundador da DlteC do Brasil e 7Bit Tecnologia, graduado em Engenharia Eletrônica/Telecomunicações pela UTFPR e pós-graduado em Redes e Sistemas Distribuídos pela PUC-PR. Trabalha na área de Tecnologia da Informação e Telecomunicações desde 1996. Certificado ITIL Foundations, CCNA Routing & Switching, CCNA Voice, CCNA Security e CCNP Routing & Switching.

  • Network Odorizzi

    Muito bom tutorial !

    • http://www.dltec.com.br Prof. Marcelo

      Obrigado Network Odorizzi, peço que divulgue e compartilhe com seus amigos se você realmente gostou, a idéia é realmente ajudar e trocar idéias com meus posts.

      Prof Marcelo Nascimento.