Protocolo EIGRP – Feasible Successor – Curso CCNA

Tempo de leitura: 4 minutos

Olá Pessoal,

No artigo de hoje vamos tentar tirar uma dúvida muito comum dos alunos do Curso CCNA com relação ao protocolo EIGRP (Enhanced Interior Gateway Routing Protocol). Essa dúvida é com relação a uma das regras do EIGRP.

“Se, para um destino, um roteador vizinho anuncia uma rota com distância menor do que a minha distância viável (feasible distance), então esse vizinho me fornece um caminho livre de loops para esse destino.

ou em outras palavras,

Para que um roteador vizinho seja eleito como feasible successor sua reported distance (RD) tem que ser menor do que a minha feasible distance (FD).”

Nossa!!! parece confuso…então o que a maioria acaba fazendo é simplesmente decorar a regra.

Se RD < FD => Feasible Successor. Mas decorar nem sempre é bom, o melhor é entender o porque. Então vamos tentar entender o motivo dessa regra.

Suponha a topologia abaixo e vamos analizar o exemplo do ponto de vista de R1. O roteador R1 possui uma rota para o R5 com o melhor caminho sendo via R2, ou seja, via R2 temos a menor feasible distance (melhor FD via R2). Nessa situação o roteador R2 será o nosso successor para a rota até o R5. Agora R1 precisa decidir se o caminho para R5 através de R3 pode ser uma alternativa viável, ou seja, se o R3 pode se tornar um feasible successor para a rota até o R5. Para entender o processo vamos dividir em duas situações.

Protocolo EIGRP - Curso CCNA
Protocolo EIGRP - Curso CCNA

1. Vamos supor que a distância de R1 para R5 (via R2) seja igual a 100 (FD = 100) e que a distância de R3 para R5 (via R4) seja 120 (RD = 120 para R3, via o caminho R3-R4-R5).

Nessa situação o R3 não seria eleito como feasible successor, pois a RD de R3 é maior que a FD de R1 (120>100). Então vamos violar a regra e supor que R3 seja eleito feasible successor e ver o que poderia ocorrer.

Protocolo EIGRP - Curso CCNA
Protocolo EIGRP - Curso CCNA

Vamos supor que nessa rede foi configurado o balanceamento de carga com variancia. Nessa situação R1 irá enviar alguns pacotes para R3, com destino final sendo R5. Quando esses pacotes chegarem em R3, R3 irá verificar sua tabela de rotas para verificar o melhor caminho para R5.

Vamos ver o que ocorre do ponto de vista de R3. O caminho pelo lado esquerdo (via R1) tem uma distância de 100+X, onde X é a distância entre R3-R1. Já pelo lado direito (via R4) a distância é 120. Então, é fácil perceber que dependendo do valor X um loop poderá ser criado, por exemplo, se X<19 o R3 irá encaminhar os pacotes novamente para R1 e o loop estará estabelecido e esses pacotes nunca chegarão ao seu destino final que é R5.

2. Agora suponha que a distância de R1 para R5 (via R2) seja 100 (FD = 100) e que a distância entre R3 para R5 (via R4) seja 95. Dessa forma, não importa qual seja a distância entre R1-R3 (X), pois R1 nunca será eleito como melhor caminho.

Perceba que dessa forma do lado esquerdo a distância de R3 para R5 (R3-R1-R2-R4-R5) será 100+X, já do lado direito a distância será 95. Qualquer que seja o valor de X, sempre 100+X>95 e R3 nunca escolherá o caminho para R5 via R1. Logo, essa condição nos dá a certeza de que nunca teremos um loop.

Protocolo EIGRP - Curso CCNA
Protocolo EIGRP - Curso CCNA

Espero que esse exemplo seja útil para o entendimento da regra. Maiores detalhes podem ser encontrado em nosso Curso CCNA Online.


O Curso CCNA da DlteC do Brasil contém toda a matéria do currículo CCNA, material exclusivo e totalmente em português. O curso foi desenvolvido de forma a facilitar o aprendizado, com exemplos práticos e explicações simples e fáceis de entender. E o curso ainda consta com o acompanhamento de instrutores certificados, onde os alunos poderão tirar todas as dúvidas da matéria com tutores com ampla experiência no mercado de trabalho.

Se você gosta dessa área e pretende tirar sua certificação CCNA venha estudar conosco – Curso CCNA Online | WebAula | Presencial.

Sobre Alexei C Tavares

Graduado em Engenharia Eletrônica/Telecomunicações pela UTFPR, é Co-Fundador da DlteC do Brasil e trabalha com Telecomunicações e Redes desde 1997. É autor de livros, tais como Roteadores e Switches - Guia para Certificação CCNA e CCENT - 2a. Edição.

Fique em contato através das redes sociais - Facebook, Google+.